Connect with us

Novo Brasil Online

Rejeitada denúncia contra Bolsonaro por crime contra humanidade no Tribunal Penal Internacional de Haia

BRASIL

Rejeitada denúncia contra Bolsonaro por crime contra humanidade no Tribunal Penal Internacional de Haia

Após apreciar a denúncia protocolada no início de abril pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) contra Jair Bolsonaro, o Tribunal Penal Internacional (TPI), situado em Haia, rejeitou nesta segunda-feira (14) a representação que acusava o presidente de praticar “crime contra a humanidade”.

A denúncia se baseava em falas de Bolsonaro que, supostamente, “minimizam a gravidade da pandemia e contrariam recomendações de autoridades sanitárias”, afirmava a ABJD.

No despacho, o procurador Mark P. Dillon, chefe da Unidade de Informação e Provas do TPI, afirmou que, com base nas informações apresentadas na denúncia, “a conduta descrita não parece se enquadrar nas definições rigorosas do Estatuto de Roma” – instrumento jurídico que norteia a atuação da Corte de Haia.

“Uma característica fundamental do Estatuto de Roma é que o Tribunal (Penal Internacional) só pode exercer jurisdição sobre pessoas para os crimes mais graves que preocupam a comunidade internacional como um todo, nomeadamente genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra. Esses crimes são cuidadosamente definidos no Estatuto de Roma (artigos 6 a 8) e mais detalhados nos Elementos dos Crimes, adotados pela assembleia dos estados-partes”, diz a nota.

O procurador Mark P. Dillon também salientou que “não existe, neste momento, base para proceder a uma análise mais aprofundada” dos fatos que envolvem a denúncia, que foi arquivada.

O TPI é uma corte internacional localizada em Haia, na Holanda, que tem por atribuição julgar denúncias de crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

 

Comentários
Continuar Lendo
Advertisement
Recomendamos para você..
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top